Servidores da Sead fazem visita técnica em Minas Gerais

7 de dezembro de 2023 - 07:35

A finalidade foi aperfeiçoar conhecimentos sobre gestão de pessoas

 

Servidores da Secretaria de Estado da Administração (Sead) realizaram, nos dias 4 e 5 de dezembro, uma visita técnica à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) de Minas Gerais, visando conhecer as atividades de estudos estatísticos relativos à gestão de pessoas na Administração Pública. A iniciativa ocorreu no âmbito do Programa de Modernização da Gestão Fiscal (Profisco II).

Representando a Sead, participaram da visita técnica os assessores da Superintendência Geral de Recursos Humanos (SGRH), Caio Jordão e Rafael Lima, e o diretor da Área de Desenvolvimento de Pessoal, Elvis Martins. Na ocasião, eles conheceram o trabalho da Assessoria de Estatística e Informações, setor que tem como competência analisar estatisticamente dados relativos à gestão de pessoas, em especial, despesas e encargos financeiros de pessoal dos órgãos, para subsidiar a tomada de decisão governamental.

No âmbito da Sead, é a Assessoria Técnica da SGRH quem presta auxílio na área de gestão de pessoas e, por isso, a troca de experiências com a Seplag/MG. “O nosso setor é o responsável pela realização de estudos, pareceres, análises estatísticas, simulações e projeções de impactos financeiros relacionados à gestão de pessoas, que subsidiam as decisões da pasta e, sobretudo, do Governo do Estado”, explica Rafael Lima.

“A visita teve como objetivo compartilhar informações para que possamos profissionalizar cada vez mais o trabalho da nossa própria assessoria. O estado de Minas Gerais tem expertise no uso de dados para embasar as decisões relacionadas aos recursos humanos e, para nós, foi muito benéfica essa troca de experiências”, acrescentou Caio Jordão.

A visita técnica está entre as iniciativas Profisco II, que é financiado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O objetivo é contribuir para a sustentabilidade fiscal do Estado, por meio da modernização da gestão fazendária; da melhoria da administração tributária; e da melhoria da gestão financeira e do gasto público.