Servidores públicos participam de ações do Novembro Azul

29 de novembro de 2023 - 16:03

A ação, realizada pela Escola de Governo, vinculada à Secretaria de Administração, contou com a participação do urologista Diego Marques, que falou dos cuidados com a saúde do homem

 

Aderindo à campanha Novembro Azul, a Escola de Administração Pública e Gestão Governamental (Esapgese), vinculada à Secretaria de Estado da Administração (Sead), promoveu palestras sobre cuidados com a saúde do homem na manhã desta quarta-feira, 29, no auditório da Sead. O evento contou com a presença do médico urologista Diego Marques e das enfermeiras Emmely da Silva e Fernanda Aguiar.

Durante a palestra, direcionada aos servidores públicos, o urologista ofereceu um panorama geral sobre o câncer de próstata, apresentando diferentes métodos de diagnóstico e os tratamentos mais recentes para essa doença. As enfermeiras, por sua vez, discutiram a importância da prevenção do desse câncer e forneceram orientações sobre os cuidados relacionados à diabetes.

Segundo o urologista, é fundamental para os servidores e para todos os homens em geral focarem na prevenção da doença e nos cuidados com a saúde masculina. Ele ressaltou que o câncer de próstata é um dos tipos mais prevalentes, ficando atrás apenas do câncer de pele. “Geralmente, não apresenta sintomas, o que reforça a importância da detecção precoce. Quando identificado no estágio inicial, há mais de 90% de chance de cura. No entanto, quando descoberto tardiamente, a cura torna-se mais difícil, podendo-se controlar os sintomas, mas a cura é mais viável nos estágios iniciais, algo que só é possível através de check-ups anual”, explicou.

O especialista reforçou que o câncer de próstata e outras doenças silenciosas, como pressão alta e diabetes, podem ser descobertos por meio de exames regulares e consultas anuais. “É fundamental cuidarmos de nossa saúde com essa atenção”, enfatizou o médico.

A enfermeira e professora Emmely da Silva destaca a importância não apenas de discutir o câncer de próstata, mas também da saúde masculina em geral, enfatizando a importância do bem-estar e do apoio que os homens necessitam, tanto em suas comunidades de trabalho quanto em seus ambientes familiares. “Sabendo que os homens geralmente são menos propensos a buscar cuidados de saúde, é crucial ter espaços como esse dentro do ambiente de trabalho, que incentivem e apoiem ativamente os homens a procurar atendimento médico preventivo, seja para manter a saúde ou em situações de doença”, apontou.

O oficial administrativo da Sead, Carlos Augusto de Santana, enfatiza a necessidade de orientação aberta e de encorajar os homens a buscar especialistas capacitados, em vez de se manterem apenas ocupados com suas rotinas diárias. Ele chamou atenção para a necessidade de os homens eliminarem tabus e barreiras associadas aos exames de próstata, desmistificando a ideia de que os homens não devem se preocupar com a saúde ou que tais exames são complicados.

Segundo o programador José Ferreira, a palestra serviu exatamente para desmistificar o exame de próstata, algo que realmente criou uma imagem de que o homem perde a masculinidade. “Há também o aspecto do medo, já que a doença pode levar a problemas de ereção. Então, ao desmistificar isso, como foi mostrado na palestra, com novas tecnologias, acredito que isso venha a encorajar não só os jovens, mas principalmente os idosos a, pelo menos, buscar um diagnóstico e a se preparar melhor para o tratamento, devido às informações que foram compartilhadas aqui”, considerou.

O gerente de sistemas Marcos Santana destacou a importância da participação na palestra, ressaltando que é importante para os homens obterem conhecimento, conforme compartilhado pelo médico, sobre a importância de realizar corretamente os exames e buscar check-ups regulares com seus médicos. Ele também ressaltou a relevância do trabalho realizado após a palestra, mencionando a medição da pressão arterial e da diabetes. “Essa prática permite um acompanhamento contínuo e, se houver alguma alteração, a enfermeira pode recomendar que a pessoa busque um médico, oferecendo um suporte para a saúde”, disse.

Após as palestras, os servidores engajaram-se em uma série de atividades voltadas não apenas para a saúde, incluindo a verificação da pressão arterial e dos níveis de glicose, mas também para cuidados pessoais.

A ação do Novembro Azul realizada na manhã desta quarta-feira teve como parceiro a Faculdade Estácio.